sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Os modelos e metas para as Startups em 2017



Mesmo que o ano de 2016 tenha sido marcado pela crise na área econômica, foi comprovado por dados que as startup não sofreram muito esse impacto. Baseado nessa boa notícia o presidente da ABStartup, Amaure Pinho e o sócio do fundo de venture capital Redpoint, Manuel Lemos, destacaram quais são as metas esperadas para as startup do Brasil no ano de 2017.     
SETOR:
Tecnologia para a área da agricultura é uma das grandes promessas para o ano de 2017. Além dessas, eles destacaram:
  • Construção civil - (soluções: aperfeiçoamento na gestão dos projetos e novos sistemas)
  • Soluções para cidades inteligentes - (soluções: ferramentas de comunicação e mobilidade)
  • Saúde - (soluções: agendamento de consultas e inovações)
  • Enem - (soluções: ENEM e Vestibular)
MODELO DE NEGÓCIO:
De acordo com Manuel e Amaure, no Brasil as maiores chances de oportunidades são no mercado B2B - “de empresa para empresa”-. Segundo eles, esse modelo é mais indicado por fazer com que o empreendedor se mantenha motivado.
É importante que você faça o dever extra: networking! Esse é o grande segredo para que você aprimore suas ideias, conheça gente interessante, e talvez tenha um investidor de sucesso por perto.
EMPREENDEDORES:
Já é notável a evolução do mercado e acima disso, a evolução do pensamento dos novos empreendedores. Ficou claro que não basta mais ter uma ideia para abrir uma startup de sucesso, é necessário que o futuro empreendedor estude, planeje e esteja 100% preparado para todos os desafios previstos.  Abaixo separamos um material que pode te ajudar e depois é só focar na jornada e mãos a obra!



sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Como transformar seu hobby em negócio!





Muitos empreendedores quando buscam em qual nicho de mercado investir, se perguntam se podem criar uma empresa bem sucedida a partir de um hobby ou de uma paixão. A resposta é sim, pois o fato de você gostar, se torna um grande estímulo para o seu dia a dia.
Para ajudar nessa tarefa, selecionamos 5 passos para você transformar seu hobby em negócio.
PASSO 1 - Você deseja empreender ou apenas seguir com o seu hobby?

A pergunta é simples, queremos saber se você deseja brigar com raça pelo seu negócio, isso é, batalhar pelo seu espaço no mercado?! É necessário que você seja sincero nessa resposta, pois existe uma grande diferença em apenas gostar de cozinhar e administrar um restaurante.
PASSO 2 - Como está o mercado para esse nicho?
É hora de iniciar suas tarefas de empreendedor. O primeiro passo é realizar uma pesquisa de mercado para avaliar quais serão suas estratégias e como você irá se posicionar. Quer saber como? Clique aqui!
PASSO 3 - Você possui concorrência com a mesma paixão?
Após finalizar o primeiro passo é importante que você conheça o seu público-alvo. Para entender como fazer da forma correta, clique aqui.
PASSO 4 - Você está preparado para ser um empreendedor?
É comum ouvirmos história de pessoas que não deram certo em seus empreendimentos, mas em alguns casos isso pode ocorrer devido ao fato de você não estar preparado para ter um negócio - lembre-se: ser empreendedor, não é simplesmente ter um hobby. Identifique em 5 sinais se você está pronto? Acesse aqui!
PASSO 5 - Equilíbrio é tudo!
Seguindo a mesma linha do pensando citado acima, é importante que tenha um equilíbrio em suas tarefas, afinal você precisará realizar tarefas “chatas”.

Pronto para avaliar a ideia de transformar seu hobby em negócio? É importante que você estude e se prepare para essa nova missão! Mantenha-se atualizado e seja um empreendedor de sucesso!  



sexta-feira, 4 de novembro de 2016

O QUE NÃO PODE SER PATENTEADO?




Já comentamos sobre o que significa realizar o registro de patente, como isso protege a sua ideia de ser copiada ou utilizada por outras pessoas (para relembrar, clique aqui). É comprovado o crescimento da procura por esse serviço e, além disso, com frequência ficamos sabendo de marcas grandes que patenteiam suas inovações, - Confira alguns números abaixo - . Mas você sabe exatamente o que não pode ser patenteado?

Fonte: INPI
Confira essa lista feita de acordo com a Lei Nº 9279/96 (Lei da Propriedade Industrial - LPI), do que não é possível registrar  como patente:
  • Aquilo que for contra a moral, os bons costumes e a segurança da ordem e da saúde pública;
  • Substâncias, matérias, misturas, elementos ou produtos de qualquer espécie, bem como a modificação de suas propriedades físico-químicas, processos de obtenção ou modificação, quando resultantes de transformação.
  • Seres vivos ou parte deles, com exceção dos microorganismos transgênicos, que atendam os seguintes requisitos:  novidade, atividade inventiva e aplicação industrial - Não podem ser apenas uma descoberta.

Para saber mais sobre o assunto e os benefícios que o registro de patente pode oferecer, entre em contato com a gente - aqui -. Sua ideia pode ser revolucionária e trazer muitas vantagens para você e para sociedade, não deixe de protegê-la.



Quer receber nossos posts por e-mail? Assine já!